Orfanato Rio Negro 8/8

Fechando a série, toda com a contribuição de Luís Fernando Salomão.
————————————————————————


55 comentários em “Orfanato Rio Negro 8/8”

  1. que orfanato heim?!!

  2. É incrivel a resistência desses carros dos anos 50 em se desmanchar..

    Deixem colocar um Celta parado a céu aberto 30 anos e ele desmanchará na metade desse tempo..

    • Talvez o Celta dure mais pela tecnologia empregada na fabricação das chapas, das soldas a laser, entre outros adventos tecnológicos. A dureza da lataria não é sinônimo de reistência. Tem gente que acha os antigos mais seguros por causa disso, mas enganam-se redondamente.

      • pode ter tecnologia pra montar, mais com 30 anos so vai ter o po dele, o problema é a qualidade do materias empregados, eles usam um aço mais barato e fino pra diminuir o custo final, antigamente as chapas eram grossas e tai 50 anos e ainda dura mais uns 20 se fica desse jeito q ta.

        • Plasticelta dura milhares de anos, talvez milhões!!

        • As chapas dos carros mais novos são finas propositalmente, pois a carroceria tem que absorver o impacto em caso de acidentes para diminuir o choque nos ocupantes. Todo carro mais moderno é assim.

          • Foda mesmo é o DeLorean que ficou 80 anos numa caverna até o Doc e o Marty encontrarem ele… além de tudo o esquema funcionava ainda…. isso sim é resistência…hehehehehe

  3. não posso escolher um ai pra mim!!!???

  4. Seria um belo acervo historico se nao estivessem ao ar livre

  5. É extremamente excêntrico (para não dizer egoísta) deixar os carros num lugar bem cuidado, o que mostra que alguem cuida e, ao mesmo tempo, não cuida dos carros… …se eles não são desejados ai, deveriam ser vendidos ou doados, pois muita, mas muita gente gostaria de ter pelo menos um… …outros pagariam uma pequena fortuna… …enfim, para evitar críticas sem motivo, estou curioso por saber a história deste lugar, carros e principalmente o tempo que eles estão ai.

  6. E a história???

  7. O azul é um Renault Juvaquatre, o seguinte é um Ford Taunus, o último eu não sei. Aí cadê a história!

  8. REPETINDO:
    Bem pessoal, primeiro, desculpas pela demora, mas só acesso a internet à noite. Na época destas fotos, trabalhava com caminhões de corrida e restaurações de caminhões. Fiquei sabendo de um Chevrolet 1947 a venda nesta cidade. Localizei o vendedor, mas para mim infelicidade o caminhão já havia sido vendido. Quando perguntei se ele sabi de algum outro à venda, ele me disse que seguisse adiante na estrada e virasse na 1 a direita e fosse olhando que eu veria um caminhão antigo e alguns carros, mas não soube informar se estavam a venda.
    Quando parei de fronte ao local, o zelador do imóvel abriu um enorme sorriso, pois eu estava com a carreta que transportava o caminhão de corrida e o mesmo estava em cima da carreta, pois estavamos voltando de uma corrida (caminhão Scania nº 51 pilotado pelo evaldo quadrado). O sonho desse rapaz era ver um desses de perto, bem propus a troca, você vê o caminhão e euvejo os carros, pois eu já tinha sido avisado por ele da proibição de visitas, mas mesmo assim, troca feita.
    Enquanto tirava as fotos e conversávamos, ele me informou que o proprietário, seu tio (nome não divulgado), mantinha os carros ali e o pagava para que cuidásse dos mesmos, não deixando o mato crescer e as folhas que caíssem não cobrissem os veículos. Quanto a venda, de jeito nenhum!
    – Meu tio tem mais um monte em curitiba, não vende de jeito nenhum!!!
    Na quele tempo, isso foi em 2002, ainda não possui equipamento digital, e as fotos foram tiradas em maquina de filme de rolo (película) e só pude tirar essas 8 fotos. Outros 3 carros, em estado de zero km, que estavam guardados em uma garagem, não tive como fotografar.
    Passei no local em 2008, mas com a construção de um muro, não consegui visualizar nada, a pessoa que me atendeu era outra e confirmou que tinha uns carros velhos lá no fundo…
    Corrigi na hora; Velhos não, antigos. Mas não pude entrar desta vez.

  9. Esse segundo carro é um Consul?

  10. A história tá na quinta foto da série.

  11. Não, um Fors Taunus. Creio que 1952, por aí.

  12. PQP Fernando, então o cara não vende nem na bala??? Afffff Uma vez fiquei sabendo que uma senhora numa fazenda em Goias tinha um Galaxi e mais dois carros dos anos 40. Ela estava vendendo os três por menos de R$10,000. Me contaram que ela disse que os carros eram do falecido marido e que o Galaxi era zero Km! Mas, todos bem fudidos =/.

  13. Também tenho fotos de um “quase” Orfão. Uma picape Ford F1 1951, que está parada desde 1974, quando seu proprietário faleceu e sua esposa a guardou na garagem. Ainda está lá, Elá já esta com 89 anos, bem lúcida e não pergunte sobre o carro que ela te bate a porta na cara. A picape está bem conservada, afinal carregou de tudo no interior do RS, de 51 até 1974. Nunca reformada, nunca batida.

  14. Reformar veículos nestas condições (a maioria postada no fórum) custa extremamente caro, vejo algumas pessoas comentando q adotariam “esse” ou aquele “veiculo”, e que acham um crime deixar um carro abandonado, entretanto existem vários carros a venda e ninguém se dispõe a comprar, claro que alguns tem preços fora da realidade. Mas a verdade que a grande maioria não vale mais a pena!
    Segue meu exemplo pessoal:
    Eu GANHEI um fusca 94 (Itamar) e me propus a reformá-lo pois o carro fora usado para trabalho pesado em Rondônia e estava em péssimo estado de conservação (fotos do antes e depois http://www.flickr.com/photos/52506818@N06/) gastei aproximadamente R$ 800,00 com transporte até Joinville SC, R$ 1000,00 mecânica, R$ 500,00 com pneus, R$ 1500,00 com tapeçaria, mais R$1000,00 com elétrica, mais R$ 450,00 com “outros”, e ainda R$ 950,00 de documentação, totalizando aproximadamente R$ 6200,00 (ñ foi feito nada meia boca) e ainda falta toda a lata… (ainda ñ foi feito por falta de “tempo” – leia-se R$) a idéia era fazer um carro para o dia a dia por isso optei por uma tapeçaria que privilegia-se o conforto e não a originalidade, quando terminar, o custo total ficara em mais de R$ 10000,00 estalecas… então, tirem suas conclusões.

    • Falou tudo, amigo.

      • Eu sou outro exemplo disso… estava fechando negocio num Fiat 147 zerado por R$ 9.000,00 mas julgava caro demais. Comprei um por R$ 2.000 e restaurei… Resultado: O carro ficou ótimo (igual aquele de R$ 9.000) mas custou cerca de R$ 15.000 e demorou 1 ano para ficar pronto…. Isso que é um Fiat 147, agora imagina restaurar um desses ai… num da!!

    • Vi as fotos… me fale em Fusca Judiado esse teu… putz… se bem que você ganhou ele certo? E cavalo dado não se olha os dentes.. rsrsr

  15. Amigo,qual eram os modelos de carros q estavam quardados na garagem em estado de 0KM???

  16. O dono desses carros é o perfeito significado da palavra “egoísmo”.

  17. esse vermelho ferrugem e o caminhao foi os q mais me deu dó … na boa, se nao tem grana, vende 2 desse e reforma um … se o cara tive 9 órfãos, venderia 6, mas ficaria com 3 antigos a escolha dele … poxa … melhor 1 seio na mao do q 2 no sutiã …

  18. … ta bom! e quem vai comprar??? é so olhar, no mercado livre tem varios veiculos ( a escolher)

  19. Se o dono realmente gostasse dos carros teria no minimo arrumado um lugar coberto pra eles, tem carro ai exposto ao tempo com o vidro aberto, coloca ai 30 ou 40 anos nessas condições, imagina como eles devem estar por dentro ?

  20. Os guardados, quase zero, eram 2 Landaus e um Dodge Dart.

  21. Concordo com o Robson, o que mais tem aqui no blog são os lunáticos que dizem “EU ADOTO”. Tem pessoas que acham que reformar carros antigos é uma brincadeirinha simples, gente sem o MENOR conhecimento, isso envolve muita coisa, falam só da boca pra fora !!!

    Se esses carros estão aí apodrecendo, problema do dono, que enferrugem e se dissipem no tempo… TENHO DITO !!!

  22. Que nada! Restaurar um carro desses é facinho e baratinho. Lavou, tá novo…

  23. esse blog cada dia melhor, adorei a história, sou mais um apaixonado por carros, logo mais tambem vou mandar umas fotos..

  24. Olha companheiro sam, peço que tome cuidado com suas palavras por que alguns aqui SABEM e MUITO BEM quanto custa para reformar um carro, e/ou adotá-lo. Pode ser que alguns digam da boca pra fora, outros porém têm plenas condições para tal, portanto diga-se de passagem

  25. Robson, levando-se em consideração que você GANHOU o carro, o que você gastou para reformá-lo bem dizer é o que vale um Fusca Itamar em bom estado. Eu adotei um Fusca 1985 que estava “abandonado” em uma garagem fazia um ano. Levando-se em consideração que o peguei em otimo estado ( nenhum podre no carro e estofamento zerado, sou o 3o dono do carro que tem 180000km originais, apesar de ter tido o motor 1600 alcool original substituido por um 1500 gasolina quando ele tinha 90000km – a veridicidade da quilometragem pode ser verificada pela suspensão com todas as borrachas originais ainda em otimo estado, entre outros pequenos detalhes). Gastei R$ 4400,00 pelo carro + R$ 100,00 bateria + R$440,00 4 pneus remold + R$ 2000,00 motor e embreagem + R$ 200,00 de alternador, fora pequenos gastos com revisão mecânica antes de o motor ser feito, o carburador foi reparado “by myself” fora documentação normal. Este carro já me saiu R$ 7140,00 sem fazer reparos na lataria (um banho de tinta e alguns pequenos amassados). Levando-se em consideração o valor de mercado (R$ 5581,00 segundo a tabela Fipe) não valeria a pena MAAAAS é um carro que eu queria. Se for analisar por valores simplesmente é uma coisa, agora se for considerar pelo carro que é e pelo gosto de tê-lo, ai é de cada um

  26. Se for pensar em retorno vc não restara carro, não casa e muito menos tem filhos, tem que considerar o prazer da coisa, vc ver o carro ir ficando pronto, a felicidade de achar uma peça difícil por um preço bom, uma históri nova pra contar tomando cerveja, enfim tudo isso.

    • Concordo, mas na minha opinião isso se aplica a veículos raros como esses da foto acima certo? Não vejo vantagem em gastar R$ 15.000,00 pra restaurar um Fiat 147 sendo que podia ter comprado um pronto por R$ 9.000,00… como foi o meu caso rsrsrsrs. De qualquer maneira, não me arrependo do que fiz, o resultado ficou maravilhoso.

  27. Cara, que maldade esses carros assim no tempo…
    Fiquei de bode, sério msm…

  28. O nome do que este cara esta fazendo é “chacina”. Fico muito triste quando vejo uma exemplo classico de egoismo, o sujeito não cuida dos carros e não deixa ninguem adota-los. Não é pelo valor “monetario” dos veiculos e sim pelo valor historico da industria do automovel. Fica aqui meu protesto e lamentação.

  29. Bom pessoal, polemicas a parte, eu não restaurei pensando em retorno financeiro, esse fusca esta na familia a mais de 10 anos e eu andei nele qndo zero, com dupla carburação (original) e me remete a lembranças de “infancia” coisa e tal, nem penso em vende-lo, só quis mostrar com esse exemplo, que adotar e deixar em condições de rodar é um pouco mais complexo do q “lavar e enxer os pneus”, pra dar umas voltinhas no domingão de sol, e provavelmente eu ainda vou gastar mais umas estalecas com o “sherek”… e também acho que gosto não se discute, qndo começo a contar o trabalho que deu e o custo, meus amigos acham um absurdo, mas como mensurar “satisfação pessoal”??? é disso que estamos falando…

  30. se essas fotos sao de 2002 essas horas esse carros ja nem tem mas recuperação o dinheiro q vai gastar num desse da pra comprar um quase zero Km

  31. RÁ! Esse primeiro carro aí é lindão até hoje!

  32. Opel,Ford Taunus,Renault Juvaquatre,Peruinha Anglia.acervo bonito…….

  33. História fantástica, Robson. Sinceramente, espero um dia ter o “meu” carro, que eu quero deixar como uma relíquia para os meus filhos e netos. E digo mais, quero que seja um carro antigo, pra ensinar pra eles como os carros são como parte da família, que estão presentes em milhares de memórias da sua vida.

  34. um celta duraria mais anos, pois o plastico dura milhoes de anos na natureza huahuahuahuahuahua
    credo celta é carro de viado

  35. Incrível mesmo esse caso dos carros largados aí, lembra um pouco o Orfanato São Ludgero, porém com um cenário muito diferente!
    Esse local e o tipo da foto, dá impressão de ser bem mais antiga, combinando com os carros, ficou show de bola!
    O cenário lembra aqueles lugares da Europa que vemos em filmes de época!

  36. ipois é moro na cidade vizinha a desses carros ai( mafra-sc faz divisa com rio negro pr)iae o cara que postou as fotos não tem como me informar o local que se encontra esses carros??? fiquei com a maior curiosidade…

  37. ola pessoal
    por acaso esses carros do orfanato sao para venda
    e vcs teriam um fone de contato
    sou de videira sc
    e me enteressei

  38. sera q vende?

  39. Deveria ir junto com o defunto!!!

  40. Se vende eu compro

  41. alguem tem o endereço ou o telefone do dono?

  42. Coitados desses carros eles sao mais resistentes do que osde hoje

  43. alguem pose me dar o enderço ou meio de contato desse orfanato


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: