Pontiac Trans Sport

Por: Irmãos Rocha

abr 26 2010

Tags:, , ,

Categoria: Na rua

59 Comentários

Abertura:f/2.8
Comprimento Focal:5.1mm
ISO:69
Disparador:1/23 seg
Câmera:KC910

Planalto Paulista, São Paulo.

Mais uma do implacável Eurico Jr.!

59 comentários em “Pontiac Trans Sport”

  1. como é visível no plástico do vidro frontal …
    ‘ consulte sempre um advogado ‘ …
    mas ele não foi consultado …
    e ele perdeu a causa …
    perdeu a paciência …
    perdeu o boleto do IPVA …
    trans … tornado …
    perdeu a esportiva …
    e não viu mais sentido na trans sport …

  2. essa nem conpensa arruma!

  3. É só colocar um ‘APzão’ 2000, revisar a parte elétrica, colocar um farol novo, e mandar pro abraço!

  4. THE END !!!!!

  5. KKKK… boa Valério!

    Essa não tem mais como arrumar.

  6. Fatality!!!

  7. Pô, essa é dos primórdios da abertura das importações na era Collor! Deve ser ano 89, 90… máximo 91. Super área envidraçada.
    É a versão Pontiac da Chevrolet Lumina, quase nem se vê esses carros abandonados, quem dirá rodando…
    Eurico, essa o SPTV não achou? KKKKKK

  8. falta de peças? imagina… rs

  9. o dono preferiu largar, pq se fosse consultar um advogado pegaria prisão perpétua por ter comprado um negócio desse, se livrou das provas kkkkkkk

  10. Concordo com o Henrique CE. bota o AP 2000 (ou o 2.4 do vectra), arranja os farois, e seja feliz, afinal, se nao tem como achar o original, apela pro nosso “original”!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  11. Mais bonito que spacefox e afins…
    Uma “chevrolet zafira” ano 90 rsrs
    .
    .
    coloca um motor chevrolet e uns farois de
    fiat marea e tá nova
    KKKKkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  12. Nossa, nada a ver o farol do Marea nesse encaixe, hehehe… Um carro revolucionários para os brasileiros no início dos anos 90. Com certeza, o primeiro dono era patrãozaço!!!

  13. Isso sim era uma minivan. Pra época, tinha um conceito bem avançado. Lembro-me que na época da abertura da importações era comum ver a Chevrolet Lumina pelas ruas de SP. Essa já era.

  14. Consulte um advogado não, e sim um importador de peças.

  15. gente .. gente .. com 13 mil compra-se um Omega 92, MUITO, MAS MUITO MESMO mais bonito q essa coisa q chamam de carro, minivam seja o que for … até o para-choque chega a ser escroto!

  16. Gostei do carro!Quanto custa um ”APzão 2000”?
    Os faróis e demais itens até são mais fáceis de se achar,em todo lugar tem uma autopeças.No subúrbio então… é fartura de autopeças e ferro-velho que você até fica sem saber onde é melhor para encontrar as peças que necessita.

    Essa e a ”Daimiller Caravan”,são vans que teriam um espacinho na minha vida! 🙂

  17. Andei em uma dessas com menos de 10 mil milhas rodadas em meados de 1994. Na época não tinha carteira (nem de longe..hehe) e meu referencial “cotidiano” de conforto era um Santana GLi do meu avô, que parecia uma carroça perto da Trans Sport. Se esse carro era (bem como a Lumina) era referência de conforto para os padrões dos Norte Americanos, para nós era inconcebível. Me lembro que o silêncio, a suspensão macia e o enorme espaço interno logo me impressionaram. Há algumas semanas tive uma nostalgia parecida quando vi uma dessas, de cor branca em estado deplorável na oficina em que levo meu carro. Segundo o mecânico o câmbio havia “moído” e o carro estava “condenado”…

  18. esse carro não é dos primórdios da importação não, o pontiac do link do guilherme é 91 e a frente é igual à do chevrolet lumina, esse trans sport deve ser mais novo, por volta de 93 ou 94… acho esse carro e a lumina belos carros, desde que me lembro, sempre que via um dizia que queria comprar um um dia, hoje não vejo mais carros assim na rua. falta de peças não é desculpa para abandonar um carro nos dias de hoje, existem milhares de empresas que trabalham exclusivamente com importação de peças para carros importados. e não cobram preços tão absurdos assim, comparando às peças de importados novos compradas de concessionárias hoje em dia. falta de peças tem outro nome para mim: falta de condições do dono para manter o carro. aposto que o esperto dono desse pontiac aí comprou o carro por 15mil, pensando que fez um belo negócio: V6, top de linha, espaçosa, estilosa, barata, acabamento perfeito… e esqueceu que não tinha dinheiro nem para manter o seu antigo uno mille. resultado: quebrou, não tinha dinheiro para importar peças ou não tinha conhecimento desse serviço e largou o carro na rua para virar sucata ou ser pego pelo sptv (mesma coisa, rsrs). carro quando fica parado acaba tendo mais problemas do que carro rodando. isso é fato.

  19. Isso, efetivamente a solução é essa: põe um AP nela (AP= Alternativa de Preguiçoso). Com esse peso todo e um cambio longo projetado para o torcudo V6, perde para Kombi a ar carregada na arrancada e subida, só se for em primeira e com pouca inclinação. Mas tem cada gênio… Alá, perdoai-os, eles não sabem o que escrevem…
    Essa van era legal, mas completamente fora do espírito esportivo da marca Pontiac. Por decisões mercadológicas impensadas (e produtos medíocres como o Aztek) que a marca acabou sendo fechada pela GM.

  20. ainda bem que tem gente que gosta de lixo!!!!é isso ai gente vamo reciclar, para um mundo melhor………..

  21. Nostalgia total, esse…
    Me lembro de, em grande parte dos meus desenhos de carros, quando criança, desenhar um Lumina! Achava o design extremamente inovador e era apaixonado por esse carro!
    Uma pena estar entregue dessa maneira… Esse não tem mais volta.

  22. Todo dia tem uma foto nova do Eurico,eu mandei umas 10 e não publicaram nenhuma^^

  23. Preferia keimar ela do que por um AP como alguns disseram ai pra cima!

  24. Na época com certeza era uma baita de uma van,mais quem compra isso hj é dar 2 tiros em cada pé!

  25. Vi uma Lumina porrada de frente, com a carroceria toda quebrada: é de fibra! Boa sorte ao pai adotivo.

  26. Pessoal, para quem está online. Está passando na rádio CBN, uma matéria de carros abandonados em SP.

  27. Que ap que nada,para carregar ela tem que ser um 4.1 de opala;muito luxuoso e confortável,hoje em dia esta cada vez mais raro nas ruas ver uma em bom estado

  28. Esses carros têm carroceria de fibra de vidro e um “poderoso” motor 3.1 V6 de 120 cv.

  29. Moro na Rua: Antonio Ambuba, 80 Pq. Munhoz cep: 05782370 e tenho vergonha da minha rua com tantos carros abandonados, gostaria muito que eles fossem retirados, eles acabam com a beleza e limpeza da rua.
    Muito obrigada!!!

  30. Gostaria que retirassem a meia dúzia de carros abandonados que tem na minha rua.
    Rua: Antonio Ambuba Pq. Munhoz no condomínio Horto do Ypê na altura do nr. 1100 da estrada do Campo Limpo.
    Muito obrigada

    • Só rindo mesmo… hahaha!

      • caro Eurico , a Sra Paula não entendeu bem o propósito deste blog … rs
        só rindo mesmo …
        Tem horas que a gente entende a conotação de ‘ sem noção ‘ …
        hahaha ( 2 )

    • quem melhor pode responder à sua colocação é o moderador …
      No entanto gostaria de fazer algumas considerações .
      1. autos abandonados , tem dono e não são lixo …
      2. por terem dono há uma legislação sobre o direito de propriedade e que não pode/deve ser usurpada .
      3. há sim leis municipais para a remoção de autos que estejam imóveis a um determinado tempo …
      Essas são algumas considerações ‘ frias ‘ sobre o assunto …
      Que tal uma reflexão sobre o lado humano da questão ? …
      Todos nós que aqui estamos , por certo nos perguntamos no íntimo o que leva um carro a ser abandonado … afinal é um ‘bem ‘ que custou dinheiro , tyem seu valor … porque então o abandono …
      Aí vamos ser levados inexoravelmente ao mundo nebuloso e ácido das contradições sociais … das injustiças e do ‘ modus operandi ‘ desse ‘ sistema ‘ cuja finalidade ainda não é bem clara …
      Remover os autos para algum pátio ao relento é , a meu ver , como varrer a sujeira poara debaixo do tapete … estamos deixando as vias públicas mais ‘ limpinhas ‘ e ‘ bonitas

      • (cont.) , mas a ‘raiz’ do problema permanece …
        as relações de produção de bens de consumo cuja ‘ obsolescência programada ‘ beira a criminosa degradação até antes mesmo de ser pago …
        A frota automotiva cresce dia a dia e records devem ser batidos a todo o custo , pois se a indústria produz 0,5 por cento a menos num mes , alardeia-se o caos …
        resultado todo o mundo em busca do carro zero ( a qualquer preço ) e financiado em ‘ meia eternidade , resultando o pagamento de 2,5 vezes o valor do carro a vista …
        Em 4 ou 5 anos , nossos ‘ carros mais novos ‘ já são ‘ meia sucata ‘ …
        Essa máquina monstruosa de consumo faz um propaganda enganosa e imoral vendendo um ‘ peixe dourado ‘ de plástico e fazendo crer que o carro que vc tem há 10 anos não vale a pena pela manutanção …
        O outro lado da questão aponta para o ‘ consumidor ‘ , esse tratado como um mero número estatístico que tem que ‘ gerar ‘ um y% de ‘ benefícios na cadeia produtiva e consumidora …
        Por detrás de cada carro abandonado há pessoas … há famílias que por razões diversas não o tem como manter pela imponderável perda do emprego , por doença , por falecimento e inúmeras outras causas humanas que nos diferenciam ( Graças a Deus ) das máquinas …

        • esse sistema ‘globalizado’ visa auferir o maior lucro com o menor gasto …
          dane-se o meio ambiente …
          dane-se o consumidor que já não pode mais consumir …
          dane-se a responsabilidade sobre o que já produziu …
          e assim somos conduzidos boivinamente a não pensar na questão … a substituir nossos equipamentos por outros em frenetico e cada vez mais veloz intervalo , na ilusão de que estamos tendo bens ‘ melhores ‘ …
          ledo engano …
          essa farsa ignominosa fica visível e constatável toda a vez em que algo quebra …
          pergunte a seus pais ou aos seus avós q

        • somos reféns de um ‘ consumismo ‘ exacerbado e irresponsável …
          a propaganda para auto-alimentar a máquina martela todos os dias que é necessário substituir a qualquer preço os equipamentos que temos , pois a qualidade dos atuais é melhor …
          lêdo engano …
          essa farsa é comprovável a cada vez que algum equipamento seu quebra …
          pergunte a seus pais ou a seus avós quanto tempo durava um carro nas décadas de 50 , 60 , 70 …
          eram mais honestos do que os funestos escopos que há por detrás dessa ‘ obsolescência programada ‘ dos atuais …
          Pior … o trinômio da produção ao menor custo ( não importa se empregar até trabalho escravo ) , menor qualidade e geração de consumo … nunca foi tão imoral como agora …
          ora dane-se o meio ambiente …
          ora dane-se a qualidade do produto …
          ora dane-se a responsabilidade social do lixo produzido e o destino final após o consumo …
          mundo ‘fake’ para pessoas ‘ fake ‘ …
          deixar a rua ‘ limpinha ‘ e removida de carros abandonados e pesoas moradoras de rua não vai resolver a questão e nem vai omitir a reflexão que deveriamos estar fazendo …
          aonde vamos parar se continuarmos a ter atitudes falsas conosco e com quem interagimos ?
          mecanismos são criados para dificultar o uso e a manutenção de carros e equipamentos no intuito de empurrar-nos ao abismo sem fundo do consumismo …
          e no bojo da questão o ‘cidadão ‘só é útil quando a sua ‘ qualificação ‘ de consumidor estiver ativa , deixando de ser ‘ consumidor ‘ deixa de ter importância para o sistema …
          Esses carros que segundo vc ‘ enfeiam ‘ a rua estão aí para mostrar a ‘ ferida ‘ que criamos e da qual temos vergonha … mas que precisamos encarar de forma honesta …
          aí eu pergunto : ‘ dá pra continuar BOVINAMENTE consumindo a m… que nos fornecem e realimentando o ‘capital ‘ que não é ‘ produtivo ‘ , mas ‘ enganativo ‘ ???
          ‘ EU NÃO FAÇO PARTE DESSE REBANHO , E VC ? ‘
          abraço fraterno
          e espero que possa ‘reavaliar’ o conceito de ‘ feiura ‘ levando em conta também o aspecto humano que nos envolve com a cidade como seres humanos

  31. Quando novo, esse carro custava o mesmo que um bom apartamento.

  32. Estranho seria uma coisa dessa rodando …

  33. Magníficas e singulares palavras do Valério. Parabéns!

  34. Nossa o Valério é punk…fiz questão de ler de cabo a rabo…Não presisa de mais nada parabens Valério…

  35. Henrique , Renan , grato pelas considerações …
    estamos todos aqui para somar …
    abraços

    • Salve Valério
      Acho que você tem razão em boa parte do que diz — e obviamente isso é questão para dias e dias, páginas e páginas, mentes e mentes, mas enfim — porém acho que também cabe perguntar aos pais e avós quanto custava um carro naquela época. Se duravam mais, também custavam muito mais, creio eu que em escala bem maior. Quem podia comprar um carro zero km nos anos 70, mesmo o mais barato deles (um Fusca)? Só quem tinha muita grana, muita grana mesmo. Um carro de categoria superior, como um Maverick, Dodge, Landau, era coisa só mesmo para mega-milionários. Classe média vivia de mercado de usados e olhe lá. Hoje uma pessoa de classe média consegue adquirir um carro médio, como um Civic, Corolla, Golf etc (sem entrar no mérito de cada carro). E alguém da classe C, até D, consegue comprar um carro zero, como um Uno ou Celta. Neste ponto a super-industrialização e a demanda forte de produção são sim, na minha opinião, positivas.
      Abraços do Irmão Rocha 2.

      • caro irmão rocha 2 .
        Primeiramente peço desculpas pela minha exacerbação .
        Meu pai era jornalista e muito interessado em alguns aspectos do custo das coisas . Lembro-me de um cálculo abrangendo os anos 60 a 80 do valor de um VW em salários mínimos .
        O gráfico era muito interessante e apontava o valor máximo e a curva descendente até atingir 60 salário ( se não me falha a memória ) . Vou procurar e o que estiver faltando me apoiarei nos dados da tabela da 4 Rodas da época .
        Mas a guisa de curiosidade :
        dezembro de 1962
        salário mínimo ……………………………………. CR$ 13.440,00
        preço de um Dauphine ( 1962/zero km ) .. CR$ 995.000,00
        equivalendo a 73,96 salários minimos
        preço de um VW 1962 ( zero km ) ……….. CR$ 1.130,000,00
        equivalendo a 84 salários mínimos
        preço de um JK 2000 (1962 / zero km ) .. CR$ 2.450.000,00
        equivalendo a 182 sal. mínimos / carro nacional de maior preço
        preço de um Impala usado 1960 V8 ……… CR$ 2.750,00
        equivalendo a 204 sal mínimos
        preço de uma revista 4 Rodas dez. 1962 … CR$ 100,00

        dezembro de 1974
        salário mínimo …………………………………….. CR$ 376,80
        preço de um VW 74 1300 ( zero km ) .. CR$ 22.577,00
        equivalendo a 60 salários mínimos
        preço de um Maverick 74 GT ( zero km ) .. CR$
        equivalendo a 150 salários mínimos
        preço de um Gálaxie LTD (1974 / zero km ) .. CR$ 82.712,00
        equivalendo a 219 sal. mínimos / carro nacional de maior preço
        preço de uma revista 4 Rodas ………………….. CR$ 10,00

      • cont. ainda não achei os dados da década de 80 . Mas é possível verificar que em salários mínimos a curva descendente chegou em 80 abaixo dos 60 salários mínimos para o veículo popular mais barato .
        Nos dias de hoje , se tomarmos o Mille como referência teremos algo próximo a 40 salários mínimos .
        Mas em contrapartida a durabilidade e a manuteção , tenho a impressão , se tornaram mais caras por km rodado .
        Não sei se é vantagem cobrar ‘mais barato ‘ por um produto que terá sua durabilidade em 50 % das versões anteriores .
        Há ganhos e perdas nessa ‘ balança’ de vai e vem , mas o que deveria ser resguardada é a honestidade do produto no que tange à sua durabilidade e facilidade de manutenção , ‘coisa’ que a meu ver não ocorre .
        Outro fator que pondero preocupante é a maneira ‘inaproveitável ‘ desse ‘ sucateamento ‘ .
        Não é correto ser ‘ maniqueista ‘

        • ( cont, ) e alardear que tudo piorou … o que seria uma versão simplista e redutora da verdade …
          Mas tb não dá pra engulir tudo o que nos impingem como ‘ bom ‘ , ‘ moderno ‘ , ‘eficiente ‘ e melhor em meio a tantos interesses escusos escudados num imoral ganho de capital …
          A discussão é longa e mais profunda e peço desculpa a todos pela extensão dos comentários
          abraço fraterno
          valério da Elba … eh eh eh …

  36. Danousse Valério..kkkk Já Já tu vai poder se candidatar a vereador.

  37. Grande Valério!!!
    Agora sim, sou obrigado a tirar o chapéu para o seu “texto”!
    Demais, você falou por muitos que aqui estão!

    Abraços!

  38. A cor dela era linda. Creio que caiba essa frase refletiva: “O rico não quer mais e o pobre não consegue manter”.

    Triste ver um raríssimo importado numa situação assim.

  39. Lixo de carro!!!!! morei nos EUA e nem la eles querem so tem no ferro velho!!!!!!!!!! e outra pontiac ja nem se fabrica mais , com a crise mundial a fabrica fechou q e uma subsidiaria da GM ou Chevrolet………..

  40. Acho que quem malha qualquer máquina antiga, não sabe o que diz. Carro tem que ser bem cuidado, que nem se cuida de uma dama.
    Tenho uma Lumina 1991, linda, impecável e infinitamente superior a qualquer Zafira ou qualquer outra “van” de origem européia.
    Tenho também um Nissan Pathfinder 1992, impecável, com 250 mil milhas. Recentemente fiz a parte de cima do motor. Todavia, o custo de manutenção não é muito maior que de um carro médio nacional com alguns anos de uso.
    Tenho ainda um Kia Sephia GTX, 1995, automáticom, com 75 milKm originais, estupendo em consumo e repleto de opcionais disponíveis no modelo. Uma barganha e custo benefício imbatível. Manutenção? Uma mixaria.
    Sou mias de banheirado do que ficar apertado e impotente dentro de Gol, Fox, Pálio, Novo Uno, etc. e mesmo dentro de alguns “grandes” nacionais.
    A vantagem do importado, é a atemporalidade do carro. Como não muita gente sabe o

  41. esse carro tinha presença quando era novo


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: